As partidas, tanto nas chaves simples quanto nas duplas, começaram no sábado (06), com grandes emoções

Thomaz Bellucci
O brasileiro, Thomaz Bellucci segue na competição pelo simples. Foto: Divulgação

A derrota de Novak Djkovic, maior destaque do tênis profissional, para o argentino Juan Martín Del Porto em dois sets foi só o começo de um final de semana emocionante para os tenistas.

Outro grande destaque do esporte é o espanhol Rafael Nadal, que até então não tinha certeza de sua participação, mas acabou por jogar no simples e em dupla, garantindo vaga para a próxima rodada.

Um time de estrelas, inclusive os atuais campeões olímpicos do simples, Andy Murray e Serena Williams, venceram seus confrontos avançando para a 2ª rodada.

Bob e Mike Bryan, campeões da olimpíada de Londres em 2012, não vieram ao Brasil. As irmãs Venus e Serena Williams foram eliminadas da chave de duplas após serem derrotadas em dois sets pela dupla tcheca Lucie Safarova e Barbora Strycova.

A delegação brasileira criou grande expectativa, com destaque para Thomaz Belucci que venceu a primeira rodada por desistência de Dustin Brown que torceu o tornozelo. Rogerinho também vence e segue nos Jogos. Nas duplas, Marcelo Melo e Bruno Soares estrearam com vitória e Thomaz Bellucci e André Sá foram derrotados pelos italianos Fabio Fognini e Andreas Seppi, no terceiro set.

História nas Olimpíadas

O tênis fez sua estreia Olímpica em Atenas, 1896. As mulheres entraram quatro anos depois, em Paris. As disputas são femininas e masculinas, com provas individuais e de duplas, além de duplas mistas. As mistas são formadas por quaisquer atletas inscritos em simples ou duplas, com até duas duplas por país.

Até 1924, os títulos olímpicos foram basicamente dominados por britânicos, franceses e norte-americanos. Em Amsterdã, a modalidade não fez parte do programa olímpico, mas retornou em Seul, 1988.

Nos jogos de Sidney, em 2000, o tênis olímpico passou por uma alteração fundamental, começou a contar pontos para o ranking da Associação de Tenistas Profissionais (ATP), assim, atraindo grandes nomes do esporte. Nas últimas duas edições dos Jogos, os tenistas consagrados entre os melhores do mundo conquistaram o ouro – Rafael Nadal, em Pequim-2008, e Andy Murray, em Londres-2012.

Por Camila Vieira.